Atendimento

0

Fabricação própria

de equipamentos

Envios

para todo o Brasil

Programa de Cashback

compre e ganhe pontos

Pague com cartão

em até 12x sem juros

Pague com PIX

e ganhe 5% de desconto

29/11/2023

Parrilladas uruguaias: uma experiência gastronômica única

A carne é, sem dúvida, um dos símbolos mais emblemáticos do Uruguai, tanto do ponto de vista econômico quanto cultural. Este país sul-americano, com sua rica história e tradição na arte do asado, oferece uma experiência gastronômica única que transcende as fronteiras da culinária, mergulhando profundamente nas raízes culturais e históricas da região.

Desde os tempos antigos, especificamente no século XVII, quando Hernandarias introduziu o gado na região então conhecida como Banda Oriental, o Uruguai começou a moldar sua identidade em torno deste animal. As condições geográficas e climáticas favoráveis permitiram que o gado se multiplicasse rapidamente, tornando-se uma fonte alimentar primária para os habitantes locais, especialmente os gauchos. Estes, caçadores habilidosos e mestres na arte de cozinhar carne, são frequentemente citados como os precursores do asado na região, utilizando técnicas rudimentares que envolviam cozinhar grandes pedaços de carne, como quartos inteiros, em estacas de madeira próximas às brasas.

Com o passar dos anos, a técnica do asado foi se refinando. A invenção da serra elétrica no século XX foi um marco, permitindo a criação de novos cortes de carne. Um exemplo notável é o asado de tira, um corte tradicional que se popularizou na década de 1950. Este corte, caracterizado por suas tiras de costela cortadas transversalmente, é um clássico da parrillada uruguaia.

Além da carne bovina, a parrillada uruguaia foi enriquecida com a inclusão de outras carnes, como frango e peixe, e também com embutidos. Entre estes, destacam-se o chorizo e a morcilla, disponíveis em versões tanto doce quanto salgada, que são verdadeiros ícones da culinária local.

Um aspecto distintivo da parrillada uruguaia é o uso de lenha em vez de carvão, prática comum na Argentina, seu país vizinho. A lenha confere ao asado um sabor e aroma únicos, marcados por um toque defumado que é altamente apreciado pelos conhecedores da boa carne.

Interessante notar também é a evolução do asado do campo para a cidade. Originalmente uma prática rural, o asado foi inicialmente visto nas áreas urbanas como uma expressão de rusticidade, em contraste com a culinária europeia predominante nas cidades. No entanto, com o tempo e a migração de trabalhadores rurais para as áreas urbanas, o asado se popularizou e se tornou uma parte integral da cultura urbana uruguaia. Hoje, todas as casas na cidade possuem seu próprio parrillero, um espaço dedicado ao preparo do asado.

O parrillero, aliás, é uma construção típica uruguaia para o preparo do asado, diferindo dos primeiros asados feitos em estacas. O primeiro parrillero moderno data de 1949 e representa um marco na história do asado uruguaio.

Além do aspecto culinário, o asado no Uruguai é um evento social e cultural. Reunir-se ao redor do fogo para compartilhar uma refeição é um ritual que fortalece laços familiares e de amizade. Essa tradição transcende o ato de apenas comer, tornando-se um momento de celebração e união.

Para aqueles que desejam experimentar a autêntica parrillada uruguaia fora do ambiente doméstico, há uma abundância de estabelecimentos especializados espalhados pelo país. Estas parrilladas oferecem uma ampla variedade de cortes e preparações, permitindo aos visitantes uma imersão completa na cultura gastronômica do Uruguai.

A parrillada uruguaia é muito mais do que uma técnica culinária; é uma expressão viva da história, da cultura e da identidade de um povo que encontrou na arte de assar carne uma forma de expressão e de celebração da vida.